sexta-feira, 11 de abril de 2008

Os nossos textos livres

O coelhinho com asas

Num dia solarengo,nasceu um coelhinho.
Um coelhinho forte,inteligente,amável,bonito,...mas ele tinha uma coisa que não era normal.O coelhinho tinha asas!
O pobre coelhinho estava triste,por não ser igual à família.
- Pobre de mim - disse ele a choramingar.
A mãe entrou no quarto e disse:
-Não chores,eu gosto de ti à mesma.
O coelhinho decidiu ir embora,e pela primeira vez,levantou voo.
No dia seguinte,como por magia,as asas cresceram,e quando voltou para casa todos o admiravam.
E ele aprendeu que não faz mal ser-se diferente.

Ana Catarina 8 anos

6 comentários:

AZULI disse...

Querida Ana Catarina:
Quero dar-te os meus parabéns pelo belo texto que redigiste.
De facto que maçador seria o mundo se não houvesse diferenças!
Seria tudo tão previsível e monónoto...
Agora, já que reconheceste que somos todos diferentes, há que reflectir que, em direitos e deveres, somos todos iguais... ou deveríamos ser!
Um beijo
Ana Gralheiro

Anónimo disse...

A Ana Catarina escreveu um lindo texto, cheio de conteúdo mas não posso deixar de dar os parabéns à professora bela excelente iniciativa.
Um beijo grande para todos
Paula Martins

Anónimo disse...

Amiga Catarina, nós concordamos todos contigo!
A tua história é muito gira. Para o Miguel ser diferente não tem importância
nenhuma. Para a Catarina pensa que ser diferente até é bom porque podem ter ideias diferentes e dá-nos mais oportunidades.
Beijinhos
Dos meninos da sala 2.

Patricia disse...

O texto está muito engraçado e o blog está a ficar fantástico. parabens

Anónimo disse...

Muitos parabéns Ana Catarina pelo maravilhoso texto que escreveste. É bom ser diferente e é bom saber que meninos tão pequeninos já se preocupam com os que são diferentes. E já agora, já reparaste que a tua turma tem uma professora « diferente», que faz trabalhos diferentes? Que sorte têm os meninos do 2º A. Um beijo da professora Graça

Turma da profª Maria Joaquina Carvalho disse...

Parabéns à professora e à aluna.
Parabéns às duas pela bela lição de cidadania; lição de respeito pela diferença; lição de amor por todos quantos na sua diferença enriquecem os nossos dias e nos fazem ser melhores e mais ricos de vivências.
Um beijo ternurento e o meu obrigada por esta lição de vida.